quarta-feira, 15 de outubro de 2008

O início.



Amélia?É assim que chamavam as mulheres de antigamente que cuidavam da casa, do marido e dos filhos, lavava, passava, cozinhava, não tinha vida própria, não trabalhava e por isso dependia da renda do marido, era a dona de casa e não da casa, ou seja, era uma mulher prendada.Minha avó era assim. Minha mãe? Por pouco tempo. Eu? Nenhum pouco.Eu NUNCA passaria por isso. Beleza, eu sei lavar, passar, me viro na cozinha, mas de modo algum um dia na minha vida um homem vai conseguir me fazer de empregada pra que ele fique o tempo todo na frente da tv só comendo, engordando e me mandando fazer coisas. Sem contar que em nenhum momento da minha vida quero engravidar. E coisa que acho mais absurda no mundo é ainda hoje ouvir alguém dizer que uma mulher, a esposa tem que servir aos homens e aos filhos. Tem o CACETE! Malditos são os homens que ainda insistem nesse machismo completamente irracional. Sim beleza, eu realmente acho importante saber fazer todas essas coisas, e aprendi tudo isso aqui em casa, só que não é importante só para as mulheres, hoje em dia é importante pra qualquer um pois algum momento da tua vida tu vai morar sozinho, e vai precisar saber cuidar da tua casa. E não adianta falar que vai mandar a empregada fazer, porque se não souberes fazer, como é que vai saber que a pessoa que entra na tua casa todo dia, ou toda semana, pra limpa-la está realmente fazendo um serviço certo e bem feito? Sei que, às vezes, nem todos se dão bem com um tipo de tarefa, mas agora não saber fazer nada não dá. E sabe com o que nós mulheres de agora mais sofremos? É que infelizmente ainda não é costume das mães ensinarem seu filinhos homens tão queridinhos a fazem tudo isso. É difícil ver um cara que sabe cozinhar, cuidar da casa, e quando conheço um cara assim, confesso que passo a admirá-lo por isso. Tão difícil que eu mesmo conheço apenas dois caras assim. E digo mais, homens que sabem, são pra casar. Mulheres também, só que como é mais fácil encontrar mulheres assim, então beleza. E pra entrar em um acordo os dois têm que saber, porque o certo, quando não se pode pagar alguém pra fazer, é dividir TODAS as tarefas. Então se tu é homem e está lendo e souber cozinhar, e cuidar da casa, está de parabéns, e eu casaria com contigo.
»

Um comentário:

Rafael Zarpellon disse...

Sempre te amei, e sempre vou te amar. Espero que continue e escreva coisas bem legais, pois gosto dos seus textos e você é muito boa nisso.
Parabéns amora. Continue.

Te amo.

Beijo.